sábado, abril 20, 2024
Banho e Tosa

Aline Ranocchia: Bi-campeã de penteados no Groom Brasil

Groomer vence pela segunda vez na categoria Fashion Groom e conta um pouco sobre sua trajetória até essa grande conquista

Foto: @josimelo

A groomer de Americana-SP, Aline Ranocchia, conquistou um feito na 11ª temporada do Groom Brasil: foi bi-campeã da categoria Fashion Groom (em 2019 e 2022). Dona do pet shop Meu Cãotinho há 10 anos, Aline trabalha como groomer certificada há 15. A seguir, confira conversa exclusiva que tivemos com ela.

Revista Groom Brasil: Por que decidiu se tornar tosadora?
Aline Ranocchia: Minha história de como entrei para o mundo pet foi até engraçada, pois trabalhava na prefeitura e muitos me diziam estar “louca” de deixar meu trabalho para lavar cachorro, pois tinha estabilidade por ser concursada. Mas, uma casualidade me deu um empurrão para sair do meu emprego. Sofri um acidente que me fez correr atrás de alguns extras, pois fiquei um tempo sem remuneração por conta da burocracia do INSS. Nesse período comecei a fazer faxinas em uma clínica veterinária. Depois de faxineira passei a ser motorista desta mesma clínica, quando comecei a ter um maior relacionamento com os pets. Passou um tempo e surgiu a oportunidade de ser tosadora, mas eu não sabia nada. Fiz muitas besteiras, mas tive o apoio maravilhoso de meu primeiro patrão, o Dr. Renato, que inclusive pagou um curso para mim e me permitiu fazê-lo aos sábados. A partir daí foram só bençãos em minha vida. Por isso que digo que trabalho como certificada há 15 anos, mas já trabalhava antes na área.

Foto: Thais Mazzoco/ Santo Chico Fotografia Pet
Foto: @josimelo














RGB: Conte um pouco sobre o mercado de grooming na sua região.
Aline: Em minha cidade temos muitos profissionais maravilhosos, e a cada dia mais profissionais que se especializam e buscam entender mais sobre a profissão. Amo demais minha cidade! Tenho clientes maravilhosos de anos de parceria, e isso é muito importante para mim, pois sem eles eu não seria e teria o que tenho hoje.
Muitos não sabem das competições que participo, mas sabem que a tia Aline do Meu Cãotinho existe.

RGB: Conte um pouco da sua infância. Você já gostava de animais? Tinha sonho de ser veterinária?
Aline: Minha família é bem simples! Fui criada por meu pai e mais quatro irmãos. Perdi um irmão muito jovem, na época eu não entendi muito bem a perda, mas hoje sei e sinto a falta que ele faz em minha vida. Minha família, como qualquer outra, é bem louca, mas nós nos amamos muito. Sem eles eu não seria quem sou!
Sou mãe solteira, criei meu filho com a ajuda e a base da minha família. Minha mãe me ajudou muito, sempre, aliás todos sempre me ajudaram muito! Hoje sou “casada” há 10 anos e encontrei meu “príncipe” mexicano, que sempre está comigo e me apoia muito em tudo.
Nunca quis ser veterinária, isso é para os fortes (risos). Não sei lidar com certas situações que a profissão nos faz ter. Me encontrei como profissional sendo tosadora, encantando as pessoas com o meu trabalho, deixando os pets mais lindos do que já são. Me falta, às vezes, muito conhecimento, mas sempre estou em busca de melhorar e entender o que meus clientes precisam.

RGB: Fale da sua trajetória na profissão, seus mentores, como chegou até o dia de hoje?
Aline: Minha paixão pela profissão sempre foi meu maior orgulho, pois sempre digo que amar os animais e respeitá-los não é uma opção para nós, e sim, um dever. Mas também temos que amar o que fazemos para que não seja um fardo. Sinto amor no que faço, me sinto realizada em minha vida. Também tenho pessoas que carrego em meu coração, como inspirações para mim, a exemplo de Willian Galharde, Clayton Muniz, Murilo Guedes, Daniel Yoshizato, Sandra Bezerra, Johnatan Skolimoski, Guiomar Alencar, Ricardo Santiago, Mariana Becker, Fabiana Godoy, Simone Santos, Marcos Gabriel, Rene Osorio, Susan Simão, Natália Souza, enfim, são tantas pessoas que me inspiram por terem mudado a minha vida e meu modo de enxergá-la.
A categoria Fashion Groom, do Groom Brasil, para mim, é um dos melhores campeonatos de nosso país, e cada competição é um grande desafio para nós. Existe uma história por trás de cada penteado.

RGB: Quais as raças que mais gosta de trabalhar e por quê? O que você mais faz no seu salão? Como descobriu essa paixão por penteados?
Aline: No meu pet shop fazemos muitos penteados, para casamento e aniversário pet. Tenho uma grande procura por este serviço na minha loja. Não sou muito boa em linhas e tenho muito medo de competir em tosas, mas sou apaixonada por Spitz, e tenho muita vontade de competir com a raça um dia. Agora os penteados mudaram minha vida profissional, sou apaixonada por eles, amo a adrenalina, amo desenvolver, criar, e não quero parar nunca! A paixão pelos penteados sempre esteve presente dentro de mim, pois gosto de preservar ao máximo a natureza de cada raça, e sempre atendi muitos clientes de pelagem longa. Sou apaixonada por pelos longos!
Sou uma tosadora comercial, o que eu entendo com isso, é que adoro trabalhar com cães populares, sem muitas restrições de tosas. Gosto de entender o que meus clientes precisam de mim para tornar a vida deles e de seus pets melhores.

Fotos: @josimelo



RGB: Quando entrou no mundo das competições?
Aline: Minha primeira vez no Groom Brasil foi em 2016, quando peguei segundo lugar. Hoje tenho quase 30 participações em competições de penteados e, cada uma delas, em seu momento, é a mais importante para mim! Independente de classificação, a adrenalina de estar em um ringue de competição é surreal…

RGB: O que representou para você vencer na mesma categoria pela segunda vez no Groom Brasil?
Aline: Vencer o Groom Brasil este ano para mim foi importante para me reconectar comigo mesma. Estava um pouco perdida, e quando me vi ali, comemorando, senti uma paz enorme! Foi por mim e para mim! Foi um sonho se realizando, pois nesta edição, pós-pandemia, me parecia ser a primeira vez que eu estava ali, pois a sensação é sempre de primeira vez. Este tema que fiz no dia da competição (em homenagem ao Queen) estava guardado desde 2020, e foi perfeito fazê-lo agora, pois não sei se o resultado seria o mesmo. Estava precisando me encontrar de novo, deixar fluir meu penteado, e este Fashion Groom me proporcionou isso. Me conectei novamente!

Fotos: Arquivo pessoal



RGB: Como se preparou para essa competição de 2022?
Aline: Minha parceira, a Sunshine, foi minha maior força durante a pandemia, pois sempre estava com ela, cuidando de sua pelagem e ensaiando um penteado. Mas, por incrível que pareça, mudei todo ele na última semana antes da competição, pois o que tinha feito não estava me ganhando mais. Uma coisa que sempre digo é: em primeiro lugar o seu penteado tem que te convencer e te ganhar!
Quando consegui desenvolver mais o penteado e ele me conquistou, passei a treinar muito, pois a competição já estava próxima e minha rotina é como a da maioria dos profissionais da área, corrida!!! Então, quando estou em pré-competição, costumo treinar às noites, mas sou muito dorminhoca então acabo meu trabalho no pet shop, tiro um cochilo (hoje moro em minha loja o que me ajuda muito) e vou treinar. Sempre, em primeiro lugar, penso no meu tema. E tem que ser algo que eu realmente ame! Depois vou desenvolvendo tudo em cima dele.

RGB: Que dicas dá aos groomers que gostariam de competir ou se especializar em penteados?
Aline: Eu já disse isso uma vez e vou repetir: “Ninguém pode dizer que seu penteado está errado, você pode errar uma técnica, mas o penteado é arte, é nossa criação, é único e de cada um!” Se pensarmos assim, nunca perderemos, pois faremos o nosso melhor sempre. Pode ser que não seja o mais bonito ou o mais técnico aos olhos dos outros, mas é seu. Sua arte!
Se especializar em penteados vai muito além de fazê-lo, você tem que entender a pelagem do pet que está trabalhando, respeitar o limite dele. No caso, a Sunshine, não gosta de penteado na cabeça, então sempre deixo por último e não faço nada que vai deixá-la desconfortável.

RGB: Que dicas deixa para os groomers brasileiros?
Aline: Nunca desistam de seus objetivos, pois a cada objetivo alcançado entendo que é um degrau que subimos na direção da realização dos nossos sonhos.


Por Samia Malas