quarta-feira, abril 17, 2024
Aves e AquarismoDestaque

DESAFIOS DO MÉDICO-VETERINÁRIO QUE ATUA NO SETOR DE AQUARISMO

Os desafios para um veterinário recém-formado são grandes, visto que, na graduação, normalmente ele estudou pouco sobre peixes, mas existem muitos caminhos a percorrer

Foto: hadkhanong_Thailand/iStock

O aquarismo é um hobby que se destaca em diversos aspectos. Por exemplo, na maioria das vezes, existe um elo muito forte com o aquarista e uma pessoa querida que o iniciou no Aquarismo. Muitas vezes foi o pai ou a mãe que o levava em uma loja quando pequeno para comprar peixinhos. Outro ponto é que o Aquarismo pode servir como laboratório vivo para estudantes, pois é possível observar todo o ciclo da vida dos peixes em poucos dias. Podemos também mostrar a fotossíntese acontecendo através de uma planta liberando oxigênio na água, por exemplo. Quando realizamos os testes de água observamos a cor do tubo e identificamos como está o pH, a amônia, o cálcio ou outro parâmetro, e isso é química pura! Além disso, é um mercado que movimenta bilhões de dólares por ano e, em diversos países, é o hobby preferido da população. No Brasil, o hobby cresce cada vez mais. Na Grande São Paulo, principalmente, constatamos um aumento nas lojas nos últimos anos, com destaque àquelas específicas para corais, peixes jumbos e plantados.
Todavia, para que todas as peças deste segmento possam se encaixar, é preciso diversos profissionais trabalhando de forma ativa para fornecer um ambiente seguro, animais saudáveis, produtos e equipamentos de qualidade e conhecimento necessário para manter animais saudáveis por longos anos. O médico-veterinário tem um papel importante nesta cadeia, pois ele pode atuar em diversas áreas, não somente na identificação e tratamento de doenças. A seguir, vou listar algumas áreas dentro do Aquarismo e as principais funções que ele pode realizar:

RESPONSÁVEL TÉCNICO EM PISCICULTURAS:

– O veterinário atua auxiliando na escolha de matrizes;- Desenvolve um plano de manejo sanitário para evitar disseminação de patógenos (doenças);
– Orienta como deve ocorrer a reprodução das espécies, respeitando suas características;
– Identifica e trata doenças;
– Emite atestado sanitário, o que garante mais segurança na hora da compra para o lojista;
– Pode emitir Guia de Transporte Animal (GTA) quando habilitado pelonMAPA

RESPONSÁVEL TÉCNICO EM IMPORTADOR E EXPORTADOR DE ANIMAIS AQUÁTICOS:

– Atua como RT da Quarentena;
– Desenvolve um plano de manejo sanitário para evitar disseminação de patógenos;
– Orienta como deve ocorrer o manejo dos aquários, respeitando suas características;
– Identifica e trata doenças;
– Emite atestado sanitário, o que garante mais segurança na hora da compra para o lojista;
– Auxilia o lojista nas dúvidas sobre cuidado ou doenças;
– Pode emitir Guia de Transporte Animal (GTA) quando habilitado pelo MAPA

RESPONSÁVEL TÉCNICO NA LOJA DE AQUARISMO:

– Desenvolve um plano de manejo sanitário para evitar disseminação de patógenos;
– Orienta como deve ocorrer o manejo das espécies, respeitando suas características;
– Identifica e trata doenças;
– Emite atestado sanitário, o que garante mais segurança na hora da compra para o lojista;
– Pode emitir Guia de Transporte Animal (GTA) quando habilitado pelo MAPA;
– Auxilia aquaristas na compra de animais e equipamentos.

ATENDIMENTO PARTICULAR PARA AQUARISTAS, EM CLÍNICAS, HOSPITAIS OU EM DOMICÍLIO:

– Realiza consultas para diagnóstico, tratamento, orientação e ajuda na escolha de animais e equipamentos;
– Montagem e manutenção de aquários e lagos;
– Ministra cursos e oficinas sobre aquarismo.

MUITO ESTUDO

Como podemos observar nesta breve lista de atividades (claro que existem mais opções de atuação dentro do segmento), o médico-veterinário precisa dominar não apenas conhecimento fisiológico de peixes e patógenos, mas sim entender como funciona um aquário de forma biológica e química, compreender a relação de comportamento entre espécies de peixes e corais, desenvolver planos de manejo sanitário, nutricional e de manutenção periódica no aquário e muito mais. Assim, os desafios para um veterinário recém-formado e que pretende trilhar essa carreira são grandes, visto que, na graduação, normalmente ele estudou pouco sobre criação de peixe, o que dirá sobre aquarismo.
Por isso, cabe ao profissional buscar conhecimento específico durante e após o período de graduação, para aprimorar seu conhecimento.
É claro que o veterinário pode escolher uma área específica dentro do Aquarismo para iniciar seu estudo como aquário marinho ou lago ornamental. Para isso, é importante entender a fundo como montar e manter um aquário, conhecer sobre peixes e corais, conversar bastante com lojistas sobre equipamentos e nutrientes para desenvolvimento. Outra forma de adquirir conhecimento de forma objetiva é através de cursos, palestras e congressos, sobre aquarismo.
Hoje em dia, no mercado de cursos, são poucas as empresas especializadas no segmento de aquarismo e laguismo, mas há algumas opções. Na Escola de Aquário, focamos no conhecimento técnico, temos cursos dinâmicos e contextualizados para ajudar o aquarista de forma rápida e prática no dia a dia.

COMO ENTRAR NESSE RAMO?

Já deu para perceber que esta é uma área muito interessante do aquarismo e, normalmente, se torna a porta de entrada para o veterinário que busca trabalhar nessa área. Caso você inicie com manutenção, por exemplo, seu cliente pode ter todos os equipamentos e produtos necessários e você apenas executa o serviço.
Sempre explico para meus alunos que eles precisam criar um perfil comercial nas redes sociais e iniciar publicações frequentes, mostrando dicas, tirando dúvidas. Outro caminho é visitar lojistas e fazer parceria com aqueles que não prestam serviços a domicílio.
Mas não se engane, é preciso dedicação para aprender sobre como se monta um aquário corretamente, quais equipamentos necessários para o equilíbrio e também precisa “por a mão na água”. Isso significa carregar aquário, lavar cascalho e rochas, higienizar plantas e corais, e também ter sempre o jogo de cintura para atender muito bem seu cliente aquarista.
Precisa estar sempre registrando em fotos e vídeos suas atividades e divulgando nas redes sociais, para criar um engajamento com as pessoas que te seguem.

Agradecemos a colaboração de Thiago Cruz, Professor e fundador da Escola de Aquário e veterinário técnico-responsável na loja Aquarius Hobby, em Campinas-SP.
escoladeaquario.com.br


Por Thiago Cruz