Venda mais com o Instagram

Categoria: Negócios

Autor(a): Júlio Mangussi | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co | Cidade: Campinas | 11/06/2019 - 16:47

Rede social é excelente para os negócios e pode atrair e fidelizar a clientela. Saiba como utilizá-la

As redes sociais são ótimas alternativas para impulsionar as vendas de seu estabelecimento

As redes sociais são ótimas alternativas para impulsionar as vendas de seu estabelecimento

Há um bom tempo o Instagram não é mais novidade no comércio,sobretudo entre os consumidores mais jovens. Muitos e-commerces, principalmente de moda e acessórios, utilizam a rede social de fotos para atrair clientes e vender seus produtos. Trata-se de uma ótima oportunidadetambém para os empresários do setor pet, afinal muitos animais fazem sucesso na plataforma. O Pug americano Doug (@itsdougthepug), por exemplo, possui 1,8 milhões de seguidores, enquanto que no Brasil o Bull Terrier Jimmy The Bull (@ rafaelmantesso) coleciona 580 mil se- guidores e o gato Chico (@canseide-sergato) 179 mil. “Instagram é uma excelente ferramenta para alavancar negócios, por isso, o profissional que atua no ramo pet deve utilizar essa rede de uma forma muito profissional”, explica a consultora de marketing digital, Ana Tex.

PLANEJAMENTO

Primeiramente, é necessário montar uma estratégia de marketinge analisar o público consumidor. É preciso estabelecer qual a meta desejada: melhorar o relacionamento com a clientela, aumentar o número de visitas no site ou atrair novos consumidores, por exemplo. Ana alerta, contudo, que a estratégia mais importante é ter um conteúdo relevante que eduque,entretenha e inspire os seguidores porque é isso que vai fazer com que eles tenham interesse em seguir uma conta. “Para isso, faça uma pesquisa sobre quais assuntos seus clientes mais te perguntam. Pesquise também na internet, como no site Yahoo Respostas, que tem perguntas sobre praticamente todos os assuntos”, recomenda. “Sabendo o que as pessoas mais perguntam sobre o seu assunto é mais fácil criar posts que falam sobre suas curiosidades.” O principal erro cometido por algumas empresas é querer vender seus produtos em todos os posts. “As redes sociais foram feitas para criar uma conversa, um relacionamento, é por isso que 80% dos posts devem ser compostos por conteúdos que não estejam vendendo, enquanto 20% serão compostos por ofertas”, destaca. Estudar a concorrência também é fundamental: como outras empresas da área trabalham seus perfis no Instagram, quais as fotos que fazem mais sucesso e as que não geram tanto engajamento. Analise os pontos positivos para se inspirar, e os negativos para não cometer os mesmos erros.

PERIODICIDADE

Após estruturar a estratégia de marketing, deve-se organizar um cronograma de atividades: quais vídeos e fotos serão postados, de qual forma e com qual frequência. Ana orienta a postar ao menos uma vez por dia para que a empresa seja lembrada pela audiência. O contexto das fotos,claro, sempre deve ser relacionado ao setor pet. “Quem não é visto, não é lembrado, por isso poste todos os dias, faça uma experiência com 3 posts ao dia, um de manhã, um de tarde e outro de noite, e verifique os resultados”, aconselha. Caso o empresário não consiga reservar um tempo diário para a produção dos conteúdos, ela sugere o uso de sistemas específicos que auxiliam no agendamento de posts, facilitando o trabalho. O uso de emojis hashtags também pode auxiliar as publicações. “É cientificamente comprovado que os emojis alteram positivamente o humor das pessoas”, aponta a consultora. Já as hashtags devem ser escolhidas de acordo com seu nicho e com o que está postando. Em uma foto de um cachorro da raça Spitz Alemão, por exemplo, o empresário pode usar as hashtags #spitzalemao (sem acento) #spitzalemão (com acento) #luludapomerania (variação do nome) e outras hahstags ligadas ao mercado pet. “Escolha 30 hashtags e coloque-as no comentário do seu próprio post, dá o mesmo efeito que as hashtags colocadas na legenda, mas polui menos o post”, ensina Ana.

CONTEÚDO E QUALIDADE

Segundo Ana, para ter bom retorno com Instagram, é fundamental que as fotos dos animais tenham qualidade. “Isso vai impactar positivamente seu público. Imagens engraçadas e fofas são sempre curtidas pelas pessoas. Mas use banco de imagens, cuide dos direitos autorais”, aponta. Já para a produção dos vídeos, ela recomenda gravações de 15 segundos. A descrição do perfil também deve ser bem elaborada. “Mostre na sua Bio, (descrição do Instagram) quem você é, seus contatos de e-mail, FacebookYouTube e outras mídias que sejam interessantes para que as pessoas entrem em contato com você”, sugere. Veja algumas opções de conteúdo que, com certeza, farão sucesso com os seguidores

• Cotidiano da empresa: Divulgar o cotidiano da loja, do setor de banho e tosa, por exemplo, é interessante, porém deve-se atentar à foto selecionada. É preciso sempre transmitir credibilidade e profissionalismo à clientela. Por isso nunca poste imagens ou vídeos de ambientes desorganizados e mal-higienizados, por exemplo.

• Clientes: Ao divulgar o pet de um cliente, primeiramente converse com ele e peça autorização antes de postar a imagemNo caso de vídeos, se tiver um cliente fiel que frequentemente visita a loja,é possível pedir para que ele grave um pequeno depoimento indicando a loja para seus seguidores. Porém, Ana recomenda gravá-lo apenas se o empresário observar que o cliente está totalmente satisfeito e feliz, e certamente te recomendará, senão não faz sentido. “O próprio cliente pode gravar esse depoimento para que fique o mais natural possível. Trate como VIP seus clientes que dão depoimentos porque eles estão fazendo sua propaganda boca a boca off-line e on-line”, salienta. 

• Apelo sentimental: Quem não gosta de gatos e cães fofos? Imagens positivas e bem humoradas também fazem sucesso com os seguidores. Com o apoio do planejamento, é possível organizar as postagens com datas comemorativas e importantes para o nicho pet. No Halloween, poste uma imagem temática de um cão fantasiado, por exemplo. Além disso, também é possível postar imagens com mensagens e contextos engraçados, de acordo com a situação ou data específica: em dias frios, um cachorro vestido ou um gato coberto de edredons pode gerar aquela “inveja” dos seguidores, que se divertirão com a foto. “Imagens engraçadas geram engajamento porque elas mexem com a emoção, tiram um sorriso das pessoas e muitas vezes são curiosas”, explica Ana. Atente-se, porém, às imagens que são engraçadas apenas para algumas pessoas e, claro, evite qualquer conteúdo preconceituoso. “Por exemplo, um humor baseado em quedas, pessoas ou animais se machucando, algumas pessoas acham engraçado, porém nunca é de fato”, alerta a consultora.

• EducativoDicas de cuidado e orientações veterináriassão relevantes para os amantes de animais. Trate de oferecer informações concisas, práticas e com uma linguagem simples e de fácil entendimento. Não adianta compartilhar uma recomendação técnica que o seguidor, leigo em medicina veterinária, não entenderá.

• Divulgação de produtos: Ana explica que nas redes sociais é muito mais importante ressaltar os benefícios dos produtos do que as questões técnicas. “Escreva para ajudar seus seguidores e não para vender. É assim que um produto deve ser exposto.” Promoções podem ser feitas, desde que seu perfil não fique repleto delas. “Use o bom senso e a técnica de 20% apenas, e sempre falando de benefícios”, completa. Deve-se atentar também ao uso dos filtros nessa categoria de fotos. Eles devem ser utilizados apenas para embelezar as imagens e não podem torná-las irreconhecíveis, pois pode ser propaganda enganosa, segundo alerta da consultora. É extremamente importante incentivar os seguidores a interagirem com o Instagram da empresaCriar uma campanha com uma hashtag exclusiva é uma boa dica para gerar mais engajamento do público. Após uma tosa, por exemplo, incentive o cliente a postar uma foto de seu pet com a hashtag indicadaPromoções e sorteios também podem colaborar. Além de fidelizar os seguidores, é importante gerar visibilidade para a marca e atrair novos prospects.