Intoxicação por chocolate aumenta na Páscoa. Oriente seus clientes!

Categoria: Administração

Autor(a): In press Porter Novelli | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 26/03/2018 - 15:32

Conheça também outros alimentos que podem trazer perigo para a saúde e bem-estar dos pets
 iStock/ adogslifephoto

iStock/ adogslifephoto

Festas e comemorações são momentos de alerta e atenção para quem tem animais de estimação. Com a chegada da Páscoa é importante orientar os tutores a fim de evitar que o chocolate se torne um grave problema. Os pets podem apreciar o sabor adocicado do chocolate e, acidentalmente, ingerir o produto que, em grande quantidade, é tóxico aos cães e gatos.


iStock/ yellowsarah

TOXICIDADE DO CHOCOLATE
A teobromina, substância presente no cacau, pode causar intoxicação quando ingerida em alta quantidade, resultando em vômito, diarreia e outras manifestações clínicas. Isso significa que os chocolates mais escuros e amargos, que contém maior percentual de cacau, são os mais tóxicos para os animais. No entanto, o tutor precisa saber que o chocolate ao leite e o chocolate branco também fazem mal e não devem ser oferecidos aos pets. É importante lembrar que a quantidade necessária para causar a intoxicação varia de acordo com o tamanho do animal, estado de saúde, sensibilidade individual e o tipo de chocolate ingerido.

OUTROS ALIMENTOS TÓXICOS
O chocolate é responsável pela maior incidência de intoxicação alimentar em cães. Essa intoxicação encontra-se entre os 20 envenenamentos mais comuns descritos na literatura recente pelo National Poison Control Center - EUA (Centro de Controle Nacional de Envenenamento). Mas o chocolate não é o único vilão que requer atenção em festas e comemorações. Outros alimentos também são tóxicos e podem sinalizar perigo para a saúde e bem-estar dos pets. Alho, cebola, noz macadâmia, comida gordurosa, entre outros, podem ser letais para cães e gatos.


Confira a seguir algumas informações sobre alimentos tóxicos para pets e procedimentos que devem ser seguidos em caso de intoxicações alimentares em cães e gatos:

·         Alerte seus clientes quanto à oferta de alimentos destinados a humanos. O alho e a cebola são altamente tóxicos, com substâncias que rompem os glóbulos vermelhos e, assim, causam anemia nos animais. Outros alimentos como abacate e uva também trazem perigo. No caso da uva, se ingerida em grandes quantidades, pode causar lesão renal.

·         Os sintomas de intoxicação podem ser diferentes para cada alimento. O chocolate, quando consumido em pequenas quantidades, pode causar vômito, diarreia, agitação e aumento da frequência urinária. Quando consumido em quantidade maior, os cães podem apresentar espasmos musculares, convulsões e taquicardia, podendo levar à morte. Geralmente os sintomas de intoxicação ocorrem cerca de 4 a 5 horas após o cão consumir o chocolate ou algum alimento que contenha chocolate.  Já nos casos de cebola e alho, o animal pode apresentar anemia devido a destruição dos glóbulos vermelhos.

·         Ao apresentar os sintomas de intoxicação, seu cliente deve levar o animal imediatamente à clínica em busca de atendimento.  Mesmo que o pet tenha ingerido pequenas quantidades.

·         O risco de morte depende do alimento, da quantidade ingerida e da saúde e sensibilidade de cada animal. No caso do chocolate, quando ingerido em alta quantidade, o aparecimento de convulsões significa um prognóstico ruim na maioria dos casos e, muitas vezes, podem resultar em morte, por isso é importante orientar sobre a busca do pronto-atendimento. Oriente também sobre os perigos de medicar o animal por conta própria diante desse tipo de emergência.


iStock/ Maximilian100

APROVEITE A OPORTUNIDADE PARA VENDER SNACKS
Tenha sempre em sua loja ou clínica veterinária opções de snacks para que seu cliente possa oferecer um agrado de Páscoa ao filho de quatro patas e curtir o feriado ao lado dele. Há sempre um petisco ideal para cada ocasião disponível no mercado. Os snacks podem ser oferecidos ao cão entre as refeições, como forma de recompensa ou mesmo pelas visitas que frequentarão a casa dos tutores e querem interagir com os pets.  Mas, vale sempre estar atento à tabela nutricional de cada petisco para indicar aquele cujo consumo de calorias respeite a necessidade diária do pet evitando, assim, o sobrepeso.
 

Última edição (204)

Destaques:


Especial SuperPet

Raio-X do consumidor pet

Serviços para aves

Alimentação para peixes

Alergia de pele em cães e gatos


Saiba mais ›

Destaques:


13 erros prejudicam o banho e tosa

Sua postura profissional é boa?

Padrão da raça

Manual do maltês

EnqueteEnquetes anteriores

Em sua opinião, qual o principal mito acerca do marketing?








Participando da nossa enquente você concorrerá a prêmios

Uma boa propaganda salva um mau produto ou serviço

O cliente sempre tem razão

Marketing é enfeitar o produto para aumentar a venda

O principal atributo do marketing é a criatividade

PUBLICIDADE