domingo, maio 26, 2024
Caderno RegionalDestaqueDestaques Mercado Pet

Região norte: especialização e novos serviços em alta

Foto: FernandoQuevedo/iStockphoto.com

Demanda por qualidade no atendimento veterinário e produtos e serviços novos também cresce na região

Formada pelos estados de Amazonas, Pará, Acre, Rondônia, Roraima, Amapá e Tocantins, a região Norte do Brasil abriga particularidades que diferem bastante do restante do país. Sua população de 18,6 milhões de habitantes com densidade demográfica de 4,12 habitantes/km² (segundo o IBGE). Na região estão os dois maiores estados do Brasil, o Amazonas e Pará, além do ecossistema mais importante do planeta: a Amazônia.

Na economia da região Norte predomina o extrativismo vegetal e mineral, além da pecuária e, claro, o turismo, que atrai milhares de pessoas todo o ano. Ocupando uma área territorial imensa, de 3.853. 676,948 km², uma das dificuldades de quem atua no varejo (inclusive no setor pet) é a distância em relação aos fabricantes de produtos para animais de estimação, que se concentram em outros estados do Brasil.

O lojista Antônio Carlos de Oliveira Raposo, há 25 anos no segmento de pet shop, possui três lojas em Belém-PA, uma, inclusive, foi inaugurada recentemente, em dezembro de 2021. O lojista conta que um dos entraves de quem trabalha no segmento pet no Norte do país está, principalmente, na logística e na falta de indústrias próximas à região. “Os produtos vêm, na maioria, de São Paulo e demoram pelo menos 6 ou 7 dias de viagem para chegarem. Então, precisamos nos planejar bem para não faltar produtos nas gôndolas. Se tivessem indústrias de marcas boas na região, facilitaria muito o nosso acesso, pois o custo do frete e combustível acaba encarecendo os produtos para nós”, afirma Antônio Carlos. Ainda segundo ele, a falta de feiras e eventos do segmento na região também é algo que faz falta. “Sempre vou à São Paulo visitar feiras como a Pet South America, pois lá conhecemos novos produtos, visitamos lojas grandes para vermos como podemos melhorar e trocas experiências com outros lojistas”, diz. 

Dr. Akel Cavalcante, sócio e responsável técnico do Prontovet recebendo certificado da revista Pet Center por estar entre os 50 melhores hospitais veterinários de 2021 do Brasil – Foto: Divulgação

Dr. Akel Cavalcante, sócio e responsável técnico do Prontovet, de Manaus-AM, hospital veterinário fundado em 1996, concorda. Ele diz que as dificuldades de quem atua nos setores  pet e vet  na região Norte do país sempre estiveram ligadas ao acesso à informação, já que os cursos de capacitação estão, em sua maioria, centralizados no Sudeste do país. “A distância até os grandes centros sempre foi muito limitante. Hoje, com a internet e o mercado globalizado, tudo mudou muito. Mas ainda sentimos os preços mais elevados devido ao frete e tempo de transporte”, aponta o médico-veterinário.

Tendências e demanda dos tutores

Antônio Carlos também compartilha algumas tendências do setor na região Norte. “Nossa nova loja é moderna e não perde nem um pouco para as lojas de grandes redes. Nela fizemos seção para roedores, peixes, enfim, animais de estimação que não víamos com frequência em nossa região e que estão crescendo”, compartilha Antônio Carlos. Ainda segundo ele, nos últimos 2 anos de pandemia, o mercado pet da região Norte se profissionalizou muito e de forma rápida. “Tivemos que melhorar muita na pandemia, ajustar o sistema de delivery. Hoje tenho cinco motos fazendo o serviço. E a tendência para os próximos anos é que o mercado se profissionalize ainda mais”, aponta.

Assim como no resto do Brasil o tutor dessa região quer, cada vez mais, produtos de qualidade para seu pet. “Quase não vendo mais ração de barata na minha loja, as categorias premium e super premium são as mais vendidas. Além disso, já se foi a época que pet shop vendia só ração e medicamentos, temos que ter de tudo, um mix variado para atender bem a clientela”, afirma Antônio Carlos. Na área veterinária, Dr. Akel, que é oftalmologista e cirurgião, também sente crescimento e maior procura por atendimento e assistência para animais de companhia. “Profissionais especializados parecem ter um crescimento espontâneo e irreversível. A área clínica e de cirurgia de pequenos animais tem crescido bastante por aqui”, finaliza Dr. Akel, que oferece tanto atendimento veterinário 24 horas em seu hospital, como consultas em diferentes especialidades veterinárias, cirurgias especializadas, exames por imagem e laboratoriais e serviço de U.T.I, todos os serviços considerados de ponta na Medicina Veterinária de hoje.

 

 

 


Por

Samia Malas