sábado, abril 20, 2024
Newsletter

O QUE É TENDÊNCIA NA PRODUÇÃO DE RAÇÃO?

Foto: Juan-Enrique/iStockphoto.com

Alimentação pet apresenta novos ingredientes, cuidados específicos e preocupação com meio ambiente

É muito comum discutirmos a importância de uma alimentação correta e saudável para evitar doenças, ter uma vida mais longeva e maior qualidade de vida no nosso dia a dia. No mundo dos animais domésticos, não é diferente. A relação cada vez mais próxima entre os tutores e seus pets tem tornado a demanda por rações ainda mais exigente e específica, e o mercado de pet food acompanha esse movimento atentamente. “Nós percebemos um grau de exigência hoje, principalmente proveniente da mudança de comportamento dos Pet Owners (donos de pet) para Pet Pa- rents (pais de pet), que envolve toda a cadeia produtiva de pet food”, esclarece Felipe de Mello Cabanne, gerente de contas Pet & Aqua da Royal DSM, empresa que fornece insumos para a produção de indústrias de ração. Entenda quais aspectos têm se destacado mais.

TECNOLOGIA

As inovações tecnológicas estão presentes desde a base da produção da ração. “Temos diversas tecnologias aplicadas à nutrição dos pets, todas na forma de aditivos nutricionais funcionais. Na DSM, eles visam o máximo de aproveitamento dos ingredientes que compõem a ração, melhoria do bem-estar, saúde intestinal, controle de pH urinário, maior longevidade, dentre outros”,

explica Felipe. De acordo com Rafael França, gerente técnico de vendas da Alltech, também fornecedora de in- sumos pet food, é possível perceber o avanço também nas embalagens, um dos elementos importantes para a ma- nutenção da qualidade. “Muitas apre- sentações vêm com fechamento ‘zip’, que conserva melhor o alimento, ou mesmo sacos fracionados dentro da embalagem, com acabamentos e ex- posição cada vez melhores. A Alltech também tem uma linha completa de antioxidantes e antifúngicos”.

NUTRIÇÃO COMPLETA

Mais tecnologia e maior conhecimento sobre os pets resultou também em alimentos mais completos em nutrientes. Ingredientes como o betacaroteno, que favorece o sistema imune e é um poderoso antioxidante, passam a ser mais facilmente encontrados nos rótulos das rações. Outros nutrientes funcionais são os ácidos ômega, muito utilizados já em suplementação humana. A DSM, conta Felipe, lançou uma linha de ácidos ômega naturais provenientes de algas marinhas. “A utilização deles na ração oferece diversas vantagens como o aumento da resposta imune, suporte no desenvolvimento em todas as fases da vida animal e uma melhor saúde cardíaca e intestinal, além de melhoras na pele e pelos”. Rafael revela que o mercado está bem forte a favor das algas, que contêm ômega 3 (principalmente o DHA), fibras funcionais e antioxidantes naturais. “Aqui na Alltech trazemos para o mercado muitos produtos a base de leveduras, além de adsorventes de micotoxinas, prebióticos e minerais orgânicos”, aponta.

SUSTENTABILIDADE

Uma das tendências mais fortes dos últimos anos no mundo todo – e que perdura ainda hoje – são alimentos mais saudáveis e sustentáveis. O comportamento humano, em busca produtos naturais e orgânicos, também se estende para o consumo pet. “Os pais de animais de estimação estão procurando produtos mais seguros, com menos efeitos colaterais e a um preço mais baixo do que as alternativas farmacêuticas ou medicamentos prescritos”, explicou Jeanne Jacobs, líder de desenvolvimento de negócios da PetAlive / Native Remedies, em entrevista ao site Pet Business.

Outra grande tendência que vem da alimentação humana, e que deve chegar também para o mercado pet, são os produtos à base de plantas. Para Susan Goldstein, co-fundadora da Earth Animal, também em entre- vista para o Pet Business, existe muito potencial nesta produção devido à pandemia de Covid-19. “Os cientistas acreditam que as pandemias podem ser causadas por condições insalubres da carne”. Embora pesquisas ainda estejam nos estágios iniciais, é muito provável que indústrias dos mais variados setores comecem a pensar em como ajudar a prevenir futuras pandemias nos próximos anos.

Foto: Aamulya/iStockphoto.com

CUIDADOS ESPECÍFICOS

Há cada vez mais descobertas e compartilhamentos de informações sobre os pets, que, graças a isso, vivem mais tempo e melhor. As consequências são vistas facilmente na indústria alimentícia, que tem se preocupado em criar produtos específicos para atender as demandas dos clientes. “Acompanhando a tendência do mercado mundial, hoje em dia encontramos no Brasil cada vez mais alimentos para raças específicas. E a Alltech segue essa tendência com centros de pesquisas ao redor do mundo em parceria com as melhores universidades”, cita Rafael, ao exemplificar produtos pensados para características inerentes a cada uma, como pele, pelagem, tamanho. Idades e as diferentes etapas de desenvolvimento do animal também são alvo atenção da indústria pet food, especialmente a faixa etária mais idosa. Quanto maior a expectativa de vida dos animais domésticos, maior também são os cuidados com alimentação. Rações próprias podem auxiliar no cuidado de deficiências que podem surgir naturalmente com o envelhecimento, como problemas na próstata, articulações, visão, audição e rins. Outras complicações relativamente comuns são alergias e intolerâncias. “Existem alimentos específicos para diversos casos, a exemplo daqueles que visam tratamentos para a pele dos pets e cuidados gastrointestinais. Neste segmento, há a utilização de proteínas alternativas, como cordeiro, além de ingredientes de alta qualidade, sem corantes, aromas, conservantes artificiais e sem glúten”, conclui Felipe. “Diante da diversificação destes alimentos, podemos dizer que há um aumento na demanda exatamente pelo portfólio que é capaz de atender às diversas necessidades específicas dos pets”.


Agradecimentos:
FELIPE DE MELLO CABANNE – Gerente de Contas Pet & Aqua da Royal DSM, é formado em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal Rural de Pernambuco.

RAFAEL FRANÇA -Médico veterinário formado na Universidade de São Paulo, com MBA em Marketing e Vendas e outro em Agronegócio ambos pela FGV. Também conta com um Mini MBA em Business realizado na Universidade de Dublin, na Irlanda. Atualmente é Gerente Técnico de Vendas na área de Pet Food da empresa Alltech.


Clique aqui e adquirá já a edição 226 da Revista PetCenter/Groom Brasil e veja todas as reportagens na íntegra!