Qual seu relacionamento com o distribuidor de produtos pet?

Fotos: Divulgação

Busque por um atendimento mais individual, direto e personalizado

Gosto sempre de lembrar de uma palavra chamada “relacionamento”, algo que, muitas vezes, vemos pouco neste ramo.

Gostaria de deixar claro que, tudo que escrevo neste artigo, não é algo pessoal, mas sim uma constatação de um consultor que há mais de 15 anos viaja pelo Brasil e ouve as reclamações, anseios e desejos dos lojistas. Além da percepção que tenho como profissional e lojista, que também sou.

A cadeia produtiva, na maioria das vezes, depende de distribuidores para que seus produtos cheguem aos consumidores (pet shops, clínicas, profissionais liberais e tutores). Assim, é possível que seus produtos sejam comercializados e o mercado ande de forma mais ordenada, uma vez que para alguns setores é impossível fazer venda direta. Uma relação que, muitas vezes, já estava abalada pela falta de visita dos vendedores aos pet shops e clínicas, especialmente os pequenos, somente se agravou com a chegada da pandemia e a parada total de visitas dos representantes. Para muitos foi a “gota d’água” para trocar de marca ou de empresa.

Lojistas e profissionais muitas vezes têm de “implorar” por uma atenção que deveria ser normal, porém não acontece. A seguir, aponto algumas frases que já escutei nas minhas andanças:

– “Compro somente os produtos dele, mas para ganhar um avental tem de mendigar!”

– “Sempre compro as campanhas, mas fico sabendo delas por um lojista amigo, pois o representante não me manda!”

– “Somente uso os produtos e equipamentos dele no banho e tosa, comprei a campanha para ganhar um jaleco, mas já faz 6 meses e ainda não recebi.”

– “Tenho um contrato de exclusividade, prometeram muitas coisas, já está vencendo para renovar e não recebi os materiais (camisetas, jalecos, aventais, adesivação, etc.).”

Será que você já ouviu algo assim ou até mesmo já passou por essas situações? Porque é muito mais comum do que se imagina.

Incrivelmente, com o retorno gradativo do lockdown no país, mês a mês, as distribuidoras foram batendo metas nunca atingidas antes. Isto para o mercado foi ótimo e só aconteceu porque muitas empresas se reinventaram por conta da pandemia. Criaram novas estratégias, novas promoções começaram a realmente ver que muito mais do que produtos os clientes “precisam” de relacionamento. Relacionamento mais individual, mais direto, pois suas necessidades nem sempre são as mesmas da coletividade. 

Além disto vieram novas distribuidoras e novos produtos para tomar o espaço por muitos deixado. Produtos de alta qualidade e valor agregado associado a um atendimento que realmente supre e cumpre o que se promete foi fundamental para que as coisas mudassem a favor do lojista.

Hoje temos um atendimento melhor, um relacionamento melhor com alguns distribuidores, outros, por sua vez, não perceberam o tempo de mudança e realmente viram o cliente migrar de rede de distribuição buscando alternativas para suprir suas reais necessidades.

Espero que, assim como em outros setores, todos busquem e encontrem seus caminhos para um crescimento ordenado e sustentável. Sustentado especialmente em base forte para que tenha uma vida próspera com muito sucesso e crescimento.


Por : Waldecir Silva – Groomer e Consultor. Profissional com quase 20 anos de experiencia, proprietário da Star Pet Grooming School em Santa Catarina. CEO da Timbó Pet Care Distribuidora de Produtos Veterinários, distribuidor exclusivo para SC dos produtos Dolce Pet.

E-mail: contato@escoastarpet.com.br

Instagram e Facebook@waldecirsilva


Clique aqui e adquira já a edição 231 da Revista PetCenter/Groom Brasil e veja todas as reportagens na íntegra!