domingo, maio 26, 2024
AtualidadesNegócios

Na crise, Desarme-se!

Sua equipe precisa de orientação para atender o cliente com otimismo, sem pânico e sabendo o que fazer para se proteger – Foto: Ridofranz/iStockphoto.com

Ser mais flexível nesse momento de crise é essencial

A maioria das pessoas achava que a pandemia do Coronavírus já estaria controlada em 2021, mas, infelizmente, percebe-se que ela está longe do fim e esse ano será ainda de muitas adaptações e luta. O setor pet, considerado essencial por cuidar de vidas, tem seu funcionamento assegurado, mas cadê o cliente?

Esse consumidor cansado, cheio de medo, estressado e sem dinheiro é o que temos pela frente pelos próximos meses, talvez anos. Como lidar com isso? No começo da pandemia muitos veterinários tiveram um aumento significativo do faturamento, visto que as pessoas em casa viam mais problemas que antes não reparavam, pela rotina do dia a dia que tinham. E agora, depois de tantos meses?

A dica é desarmar-se! O que isso quer dizer? Seja flexível e isso só é possível sem armaduras! A sua chance aumenta quando você entende que o método conhecido não vai funcionar agora. É como se você estivesse dirigindo um carro e algo ultra necessário quebra, como um farol, retrovisor e em casos mais graves até um pneu, mas você precisa continuar dirigindo.

Algumas coisas que você pode fazer para esse momento:

  1. Corte custos

Agora! Não espere, veja tudo o que você pode cortar, enumere tudo que gera custo na sua operação: insumos, contas, pessoas, reformas, absolutamente tudo e comece cortar. Faça seu negócio enxuto e sem falsas esperanças. Não comece o ciclo de tirar de suas reservas financeiras para bancar tudo como está hoje, não se sabe por quanto tempo tudo isso será necessário.

2. Apareça

Seu cliente tem que se sentir seguros em seu negócio, então faça vídeos explicando que todas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) de prevenção continuam sendo seguidas e aproveite para informar que o setor pet está funcionando, pois ele pode supor que não.

3. Adapte-se

Vá buscar o animal, faça chamada de vídeo com o tutor em casa e o animal na empresa sendo examinado; não é permitido fazer telemedicina, mas o animal sendo examinado pode facilitar o atendimento e diminuir chances de contaminação.

4. Motive e treine sua equipe

Sua equipe também está no meio do furacão e precisa de orientação para atender o cliente com otimismo, sem pânico e sabendo o que fazer para se proteger. Eles ainda podem fazer mais atividades devido a colegas que estejam doentes, em quarentena ou que foram desligados. Isso melhora se ele entender a gratidão de estar saudável e empregado.

Além disso é uma oportunidade para melhorar a qualidade e diminuir as chances de perder o cliente para a concorrência ou não oferecer uma boa e rentável solução para esse escasso consumidor.

5. Tenha uma rede de apoio

Converse e interaja com colegas do mesmo setor para que consiga traçar estratégias, mantenha a força, aumente sua flexibilidade, corte custos de forma eficiente, meça seus números e analise tudo para manter a saúde financeira da empresa com fluxo de caixa positivo.

6. Seja um líder

Além disso sua equipe precisa ver sua liderança de uma forma muita intensa, objetiva e positiva. Sem isso, eles podem ficar perdidos, sem direção e os erros aumentam. E como fazer isso se você está inseguro e sem saber como será o futuro? Tendo apoio certo, da sua família, claro, mas não é suficiente. Há necessidade de especialistas no setor e em negócios. Procure já. Fazendo tudo isso você pode se surpreender e ter boas surpresas, mesmo em período tão turbulento. Essa motivação, positividade e instrução vai facilitar sua razão e emoção a ficarem equilibrados e a você tomar decisões melhores e mais assertivas, pois esse não é o momento de errar.

Faça uma análise da saúde do seu negócio através desse indicador inteiramente gratuito. https://vetcoaches.outgrow.us/gestaoelideran-a

Bons negócios!


Priscila C. T . G. Gioso
Médica-veterinária e proprietária do Hospital Veterinário AlPrivet.


Clique aqui e adquira já a edição 231 da Revista PetCenter/Groom Brasil e veja todas as reportagens na íntegra!