quinta-feira, maio 30, 2024
Negócios

Faça sua escolha: foco no problema ou na solução?

Neste artigo resolvi escrever sobre uma crença que tenho… Calma! Não é crença religiosa! É uma coisa na qual acredito e que julgo me fazer bem (como diz Faustão) “tanto no profissional como no pessoal”! Eu escolho onde foco minhas tenções. Só́ isso! Já́ perceberam que quando compramos um carro de determinada marca, quando saímos na rua, os carros da mesma marca parecem lhe perseguir? Eles surgem das vielas, dos becos, das avenidas, de todos os lugares.

O que será́ isso? E uma mulher grávida então… Para as mulheres que estão gestantes e para os homens que têm uma esposa nesta situação… Outras grávidas surgem em sua frente como nunca antes, elas praticamente brotam do chão, não é verdade? Parece que o mundo todo resolveu engravidar junto com vocês! E aí? Será́ que é realmente isso? Eu acho que não!

 

Acredito que tudo o que você̂ foca tende a expandir, crescer, ter mais notoriedade e importância para você̂. E será́ que isso só́ acontece com as coisas boas? Com certeza não! O mesmo ocorre com as coisas ruins. Se der muita atenção a elas, pronto! Elas crescem, aumentam de proporção. Exemplo prático na vida pessoal: Carnaval de Salvador! É sabido por todos a fama que a capital baiana tem pelo seu carnaval, maior festa popular do mundo, etc. Mas sabemos também que é humanamente impossível aglomerar tantas pessoas e não ocorrer nenhuma confusão. Pois bem, se você̂ vai para o carnaval de Salvador com a intenção de ver as confusões, vai sair daqui apavorado, estupefato. Mas se for com o intuito de se divertir, vai voltar apaixonado pela festa (se voltar)! Isso também confirma a minha crença!

E quanto às organizações? Também é possível aplicar esta “técnica” para amenizar os problemas? Em que devemos focar? Afinal, o problema existe e isso é fato! Não podemos ser negligentes com eles para que não se tornem piores e venham a prejudicar a gestão do negócio. E então, o que fazer neste caso?

No contexto profissional, devemos focar nossas atenções na SOLUÇÃO dos problemas e não neles propriamente ditos. Por muitas vezes, as pessoas ficam imaginando o tamanho do problema que têm em mãos, ou pensando como deixaram que determinada situação chegasse àquele ponto. Não estou dizendo que isto é errado, pelo contrário… Acredito que essas reflexões são, inclusive, necessárias, mas elas devem ocorrer depois do problema solucionado para que você̂ aprenda com a experiência. Entretanto não podemos perder tempo pensando nisso antes de resolvê-lo.

Vamos focar nossa atenção na solução dos problemas. Vamos imaginar de que forma podemos reverter esta situação. Vamos colocar em prática essas ideias. E daí, depois de solucionado, vamos sim pensar em como era grande o problema que tínhamos em mãos, mas ! Pensaremos que não mais deixaremos uma situação chegar a este estágio porque vimos como é árdua a tarefa de resolvê-la. Enfim, a escolha é sua… Foco no problema ou na solução?