segunda-feira, dezembro 11, 2023
Mercado Pet

NATS: QUALIDADE E INGREDIENTES NATURAIS

Foto divulgação – Marcos Garcia de Oliveira, Mel e Vitória, dog models e mascotes da Nats, durante feira Pet South 2019, onde foi expositor

Marca de snacks para pets busca atender às demandas de seu público que é cada vez mais exigente

Marcos Garcia de Oliveira já atuava no mercado de nutrição animal há 17 anos. Mas foi só após observar a lacuna que existia na área de snacks que surgiu a ideia de iniciar a sua marca no final de 2017. “Percebi a oportunidade de desenvolver uma marca que realmente tivesse um pro- pósito, e com produtos diferentes do que havia até então, com funciona- lidades e similaridades aos produtos humanos”, conta o zootecnista, que também tem mestrado em nutrição e especialização em gestão empresarial.

A marca sempre teve o propósito de oferecer para o público produtos de alta qualidade, com ingredientes selecionados, que, acima de tudo, se- jam saudáveis para o animal de estimação. “Só o fato das nossas fórmulas conterem matérias-primas de qualidade, ingredientes e conservantes naturais, não garantiria o sucesso da aceitação da marca que constatamos hoje”, diz. Para Marcos, o diferencial da Nats é ter esse perfil somado à pro- ximidade que mantém com o público. A política da empresa é ouvir atenta-

mente o que o seu consumidor dese- ja e entregar produtos cada vez mais familiares às suas tendências de con- sumo. “Sempre captamos sugestões e críticas, adotando comunicação mui- to direta e ágil”.

A Nats iniciou no mercado com 15 itens, mas atualmente são 28, entre barrinhas, cookies, almôndegas, desidratados, snacks recheados, bastões dentais e bifinhos. Estes últimos são o carro-chefe da empresa, sendo que a opção mais vendida é o Nat Relax, que contém maracujá, passiflora e camomila. “Em janeiro de 2020, a Nats mudou para uma estrutura maior depois de praticamente dobrar suas vendas em seis meses. A empresa pretende continuar o foco dentro do Brasil, expandindo sua participação junto aos parceiros. “O mercado nacional tem muito potencial, e apesar de haver sondagens para colocação dos nossos produtos em outros países, acreditamos que temos muito ainda a crescer internamente”, conclui o diretor-fundador.

Saiba mais: www.nats.com.br


Por Aline Guevara


Clique aqui e adquirá já a edição 226 da Revista PetCenter/Groom Brasil e veja todas as reportagens na íntegra!