Inovação é a chave para o sucesso dos negócios pet

Categoria: Negócios

Autor(a): Letícia Cazes | Colaborador(es): JORNALISMO TOPICO | Cidade: CAMPINAS | 21/11/2019 - 11:18

Para ser diferente dos concorrentes é preciso conhecê-los mais a fundo e estar aberto a mudanças que podem colocá-lo em destaque no mercado

Stock photo ©Choreograph

Stock photo ©Choreograph

Num cenário em que produtos e serviços são muito semelhantes entre si e onde a concorrência aumenta a cada dia, é necessário que os gestores invistam em criatividade e inovação como parte de suas estratégias de negócios. Agora, os concorrentes não são somente as lojas próximas, mas também as megalojas presentes no mundo on-line. As fronteiras geográficas estão sumindo com a globalização também no mercado pet. Para manter uma empresa ativa e em constante expansão, mudanças, pontuais ou extensas, são essenciais. Porém, recriar continuamente um negócio levanta uma grande preocupação nos gestores: custo. Sim, inovar pode ser bem caro. Mas como não há alternativa, a sugestão é pensar inicialmente no que vai causar mais impacto nos clientes. Veja dez dicas para inovar.

1. CONHEÇA O VALOR DE SUA MARCA

Em primeiro lugar, avalie a imagem que o público tem da sua empresa. Faça uma extensa pesquisa de satisfação com os clientes e pergunte se eles indicariam o estabelecimento para um amigo. O ideal é que, no mínimo, 80% das pessoas entrevistadas digam sim. Em marketing, esse indicador é chamado de net promoter score e é utilizado por muitas empresas prestadoras de serviços que dependem da divulgação boca a boca como parte de sua estratégia para atrair clientes. Não deixe de ficar atento ao que podem estar falando de sua empresa nas redes sociais. Existem ferramentas como scup ou buzzmonitor que monitoram a menção da sua marca.

2. O VISUAL CHAMA ATENÇÃO

Dentre as pequenas mudanças possíveis, está a de programar uma operação “Face Lift” para seu negócio. O visual é o que primeiro chama a atenção. Então invista em adesivos com imagens bonitas, pinte uma parede de cor diferente, aplique adesivos de piso, crie áreas específicas, como “Espaço Café”, instale promotores virtuais ou mude a fachada da loja. Não tenha medo da mudança, pois o cliente verá com bons olhos e perceberá que a loja não está parada no tempo, mas constantemente atualizada. E os novos clientes ficarão curiosos para conhecê-la também.

3. ESTEJA ABERTO A SUGESTÕES DA EQUIPE

Outro caminho para inovar é utilizar melhor sua fábrica de ideias. Valorize na equipe as sugestões e projetos de cada membro. Isso fará aumentar o comprometimento com as mudanças implementadas. Seus funcionários estão em contato com o público todos os dias e podem perceber as dicas e desejos dos clientes, que são uma ótima fonte para a melhoria de processos e a criação de novos serviços. Para extrair as sugestões da equipe, o ideal é agendar reuniões periódicas de brainstorming, que podem fazer toda a diferença.

4. SAIBA O QUE ACONTECE A SUA VOLTA

Visitar os concorrentes é uma tarefa que não pode ser esquecida. Monitore o mercado e saiba o que está acontecendo. Estude desde o preço de outros estabelecimentos a promoções e entenda como a concorrência está trabalhando para ajudar a estabelecer as suas estratégias. Não esqueça também do benchmarketing, que consiste no processo de busca das melhores práticas do seu mercado com o objetivo de melhorar continuamente o desempenho, adotando soluções que já existem em outros negócios. Sua empresa, no entanto, pode ir além: procure saber o que há de novo fora de sua região e do Brasil e como cada estratégia pode ser adaptada as suas especificidades.

5. DEIXE A PAPELADA DA EMPRESA EM ORDEM

Arrumar a casa com alguma frequência também é fundamental. Separe a papelada, refaça o fluxo de caixa, reavalie despesas fixas e variáveis, confira como estão suas finanças e verifique a rentabilidade do seu negócio. Uma ótima taxa de rentabilidade para clínicas veterinárias deve estar em torno de 20%. A partir da pesquisa com os concorrentes e de sua avaliação financeira interna, repense sua tabela de preços. A recomendação é que essa revisão aconteça ao menos duas vezes ao ano.

6. INVISTA EM INFORMATIZAÇÃO

Automatizar seu consultório ou estabelecimento comercial com softwares específicos para gestão de clínicas ou empresarial pode tornar este gerenciamento mais profissional, fácil e preciso. É incrível como se pode aproveitar a tecnologia para multiplicar a força do negócio. Estude e invista para que também possa usufruir dessas ferramentas que oferecem, por exemplo, lembretes de vacinas, confirmação de consultas, mailing dos clientes, entre outros.

7. TRACE METAS PARA O PRÓXIMO ANO

Para tornar as metas mais concretas, escreva seus objetivos. Determine como quer que seu negócio esteja em 2016 e anote todas as estratégias que vai adotar para chegar lá. Não se esqueça de planejar a implementação e quem serão as pessoas que farão parte de cada projeto, tornando-o factível.

8. ESTEJA PRÓXIMO DAS NOVAS MÍDIAS

Uma excelente alternativa para incrementar a comunicação de sua empresa é fortalecer sua marca on-line. Muitos negócios veterinários e afins não possuem site e não estão presentes em mídias sociais de forma ativa e atualizada. Então está na hora de investir. Contrate um gestor de mídias sociais e um profissional que possa atualizar o feed de notícias do seu site, blog, Facebook, etc. Atualmente os clientes utilizam esses recursos como SAC, então não perca essa oportunidade.

9. GATOS ESTÃO EM ALTA

Para os estabelecimentos que ainda não possuem áreas específicas para os felinos, a população de gatos cresce a cada dia e seus proprietários têm necessidades especiais. Pense em destinar uma parte de seu negócio a esse público oferecendo uma internação especial, por exemplo. Basta um espaço de 3m2 X 3m2 para criar uma área exclusiva para gatos. Trazer para seu pet shop mais produtos e serviços que atendam a esse público pode gerar bons resultados.

10. TALENTOS CONTRATE

Promova mudanças internas em sua equipe. Pense em cada funcionário e no valor que ele agrega ao seu negócio, pois assim você poderá ver quem não está alinhado à empresa, quem precisa de treinamento e quem já não pertence mais ao grupo. Uma dica é separar as competências técnicas e humanas desejadas para cada cargo. Assim fica mais fácil avaliar os colaboradores. Lembre-se de que estamos vivendo um momento de falta de talentos e acabamos aceitando certos comportamentos por falta de opção. Mas é hora de repensar. Comece com um processo de contratação bem direcionado. Uma sugestão é contratar um especialista para fazer a seleção da equipe, principalmente daqueles cargos que vão lidar com os clientes de forma mais direta, como recepcionista. Por fim, leve seu negócio ao médico. Examine e identifique os sintomas que podem estar causando certas “doenças” dentro da sua empresa. Estude as formas de tratamento que melhor se adequam e siga o passo a passo para sanar os problemas.

LETÍCIA CAZES

Médica veterinária e mestre em Produção Animal. Possui formação de coach pela Sociedade Brasileira de Coach, MBA em Marketing pela FGV e especialização em Gestão de Pessoas pelo IBMEC. Autora: consultora de marketing Letícia Cazes, da INvet Care, especializada no segmento pet.