Curiosidades: o aquarismo pelo Brasil

Diferentes peixes, criações e histórias que encontramos nos mais diversos locais do país

Por William Sugai

Foto: Gajus/iStockphoto.com

Hoje, com a globalização e o acesso ilimitado à internet, podemos dizer que o aquarismo se tornou um mundo único de aficionados por este maravilhoso hobby. O acesso a produtos e equipamentos graças à web, bem como a venda de peixes on-line, permitiu a cada entusiasta com aquários realizar o seu sonho. Mas nem sempre foi assim, e podemos dizer que há muitos anos tínhamos uma boa diferença de costumes dentro do hobby a depender da região brasileira. 

Além do zoneamento de produtores rurais de peixes ornamentais e tipos de peixes nativos encontrados em cada região, esta diferença foi causada também por colonização de imigrantes. Nosso país é conhecido pela maravilhosa mistura de culturas e etnias, pois recebemos no século passado imigrantes alemães, japoneses, chineses, portugueses, holandeses, árabes, entre outros. Junto com eles, também chegaram os imigrantes aquaristas. Veja algumas diferenças entre o aquarismo nas diversas regiões do Brasil.

Aquário plantado na “Europa brasileira”

O Sul do Brasil é lugar de uma das maiores colônias de alemães, e ali também vemos o amor da cultura local pelas plantas. Não à toa, o destaque na região vai para o aquário plantado e seus pequenos peixes tetras. Essa configuração é bem vista na região sul e também em importantes campeonatos de Aqua Paisagismo que surgiram nesta última década.


William Sugai – Aquarista profissional há mais de 35 anos, se formou em Ciências Biológicas pela USP e é consultor de aquarismo para pet shops.


Leia a matéria na íntegra adquirindo o Anuário Distribuidores Pet/Vet 20202/2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *