6 erros cometidos por tutores que você precisa prevenir

09/10/2019 - 13:12

Falta de informação do tutor reduz a expectativa de vida de animais silvestres tidos como pet

Foto: 3dotsad/iStockphoto.com

Foto: 3dotsad/iStockphoto.com

A manutenção de animais domésticos não convencionais como aves, répteis, roedores e lagomorfos, como os coelhos, necessita de conhecimento sobre biologia, comportamento e alimentação por parte dos tutores. Dentre os problemas de saúde que esses animais podem ter, a falta de atenção, erros de manejo e a desnutrição são as principais causas. O manejo correto de qualquer espécie evita muitas doenças. 

A seguir, listo os maiores erros cometidos por quem tem um pet não convencional em casa. Assim você pode orientar seu cliente no momento da venda. 

 

1. FUGAS

Muitas aves que possuem as penas das asas inteiras, ou estão no período de muda (quando caem as penas velhas e nascem penas novas) escapam por frestas de janelas, portas ou grades para o ambiente externo e acabam não conseguindo voltar para casa. 

É necessário que o tutor esteja atento quando manipular a ave a fim de garantir um ambiente seguro e fechado ao soltá-la. Além de perder seu animal de estimação, permitir que a ave fuja é colocar a vida dela em risco. Espécies de aves como as calopsitas não sabem encontrar alimento na Natureza, portanto não sobrevivem sozinhas.

Confira esta matéria na íntegra adquirindo a edição 219. Clique aqui!