domingo, maio 26, 2024
AtualidadesDestaque

Software para distribuidor: A melhor escolha traz benefícios reais

Os softwares buscam a simplicidade e serem o mais amigável possível – Foto: NatalyaBurova/iStockphoto.com

Otimizar o tempo e obter mais lucro são as principais vantagens de uma escolha correta de software

Optar pelo software que melhor se encaixa na realidade de cada empresa é uma tarefa que exige pesquisa, e uma ampla visão do negócio e de seus objetivos. “O principal é saber o que você quer controlar para contratar um software que se ajuste à sua realidade”, aponta Felipe Moura, CEO da JN Moura Informática, que destaca a diferença de necessidades dos distribuidores do setor pet. “Muitos distribuidores são indústria também, então não querem pegar softwares distintos, mas sim, um que atenda tanto a distribuição como a produção também. Outros entregam direto em loja, ou têm vendedor de rua, outros só atendem por 0800, ou têm força de venda com aplicativos no celular para enviar o pedido na hora”, detalha Felipe, que recomenda ao distribuidor, para não errar, que se faça uma lista, com todos os pontos de como se dá o trabalho, para identificar qual software se adequa mais. “É muito comum adquirir um software e depois ter que gastar muito com customização, para que ele fique do jeito que você quer”, revela.   

O projeto para aquisição do software mais adequado necessita muita avaliação antes da tomada de decisão – Foto: gorodenkoff/iStockphoto.com

Francisco Moreno, Diretor de Projetos Logísticos da Logisc, empresa de consultoria e assessoria logística, de Blumenau-SC, aponta que antes de tudo, é preciso analisar alguns pontos principais como o tamanho do negócio, área de abrangência, armazenagem, separação de pedidos, nível de serviço desejado, modelo de distribuição e rede. “Não é algo do tipo ‘esse é o melhor do mundo, o mais utilizado, vamos comprar’. Você pode amargar um resultado totalmente desfavorável à necessidade da empresa em virtude do custo financeiro e do tempo perdido por ter tomado uma decisão sem um estudo prévio, análise de viabilidade e aderência ao seu negócio, correndo o risco de subdimensionar ou superestimar a sua necessidade”, alerta o consultor. Assim, o projeto para aquisição do software, continua Francisco, necessita seguir alguns passos antes da tomada de decisão. “Pontos importantes para considerar um WMS, TMS, ERP, Roteirização, BI, Previsão de Demanda, outros.” Assim, para fazer a opção certa, o consultor aconselha que sejam feitas três perguntas: “O que eu quero? O que eu preciso? O que eu necessito para a empresa? Três condições totalmente diferentes entre si.”

Evolução constante

Como sabemos, a tecnologia, é uma constante evolução. “No decorrer de um ano temos sempre novos lançamentos”, aponta Francisco. “Muitas vezes, tais customizações de produtos, são resultados do aprimoramento para um cliente em potencial, cuja aplicabilidade e a necessidade do produto irá contribuir para maior credibilidade e aceitabilidade no mercado”, completa o consultor.

Francisco lembra que a busca por empresas desenvolvedoras de softwares está sempre associada à velocidade e confiabilidade das informações, otimização e aderência aos diversos ERP´s ou softwares de apoio a uma determinada necessidade. “Os softwares buscam a simplicidade e serem o mais amigáveis possível, a tal ponto de que o iniciante em nível de usuário não tenha dificuldade de operar, ou seja, se eu não entendo o meu colega poderá não entender também”, ilustra. 

Felipe lembra que os consumidores, hoje, buscam por múltiplos canais de venda. “Eles querem poder fazer pedido em um App, site, WhatsApp, vendedor na loja, 0800, e-mail, enfim, e o distribuidor deve se preparar para isso”, opina. Segundo Felipe, na pandemia, quem não tinha diferentes canais sofreu muito na pandemia, quando as visitas de vendedores cessaram. “Apesar de não ser uma mudança tão simples, pois exige investimento e mudança na cultura da empresa, na pandemia, houve uma corrida por essas tecnologias. E muita empresa percebeu que podia reduzir os custos de gasolina, transporte e vendedor com elas”, finaliza.


Agradecimento:

Felipe Moura – CEO da JN Moura Informática, software house que desenvolve sistemas para Automação Comercial com 25 anos de atuação no mercado. 
www.jnmoura.com.br

Francisco Moreno – Mestre em Eng. Logística; pós-graduado em Eng. de Produção 
Diversos cursos de educação continuada em instituições de ensino como FGV-SP e UFRJ. Profissional com mais de 20 anos de experiencia adquiridos em empresas de médio e grande porte nos segmentos de transporte aéreo, rodoviário, marítimo, indústrias químicas, metalmecânica, varejo e de alimentos. Hoje, atua como Diretor de Projetos Logísticos na Logisc 
(www.logisc.com.br)


Clique aqui e adquira já a edição 231 da Revista PetCenter/Groom Brasil e veja todas as reportagens na íntegra!