Como você, lojista do mercado pet que trabalha com a venda de aves, lida com as leis do Ibama?

O mercado pet é ainda novo no Brasil. Assim, está aprendendo o jeito brasileiro de atender e fazer negócios. Novos empresários entram todos os dias nesse “novo” mundo dos negócios. Alguns melhores preparados que outros, pois desde a Antiguidade o que diferencia um negócio de outro é o atendimento, antes do produto! Ainda mais nesse mercado em que os serviços estão muito presentes.
As estatísticas mostram que quando satisfeito com o atendimento, o consumidor comenta com até 3 pessoas. Já quando insatisfeito, comenta com 9 ou mais pessoas. Isso justifica o dito popular: “notícia ruim corre depressa”. Qual notícia a sua empresa vai ser? Assim, para garantir um bom atendimento e evitar “cair na boca do povo”, você precisa tomar alguns cuidados básicos:
 
1. Dicas para a contratação: para conhecer um candidato, pergunte durante a entrevista:- 1) Qual o seu sonho na vida? 2) Qual seu objetivo em nossa empresa? 3) Se o senhor (a) pudesse mudar qualquer coisa aqui, o que mudaria? Fique atento em COMO o candidato responde, muito mais do que O QUE responde. Vai transparecer o “jeito” de ser da pessoa e isso permitirá você saber se é ou não adequado ao seu pet shop. Dessa forma, a escolha e treinamento adequado das pessoas que vão trabalhar é fundamental para o sucesso do seu negócio.
 
2. Grupo x Equipe: é preciso deixar claro o que é equipe e o que é grupo. Uma equipe se difere do grupo pois ela tem objetivos comuns, em prol da realização de algo. Se desenvolvermos adequadamente a nossa equipe de trabalho, todos também vão se desenvolver individualmente. Os desenvolvimentos profissionais e pessoais ampliarão a Comunicação e Negociação, e perceberão que “todo mundo é de vendas!”, ou seja, todos nós estamos o tempo todo vendendo algo, seja a nossa imagem, seja nosso atendimento etc. Na empresa, todos podem “encantar” o cliente, surpreendendo-o com atendimento adequado. Atenção: ouvindo mais do que falando, identificando a necessidade do cliente e achando meios que temos de atendê-lo. Isso gera negócio!
            Assim, Marketing e Vendas se completam como formas de cumprir a razão de existir da empresa. Clientes satisfeitos em suas necessidades e tratados de forma diferenciada vão se fidelizando à marca. Isso gera mudança de hábitos, de comportamento, por parte dos clientes, em consequência da forma como foram tratados na empresa “bacana”, aquela que vem mudando internamente e qualificando seu atendimento, sua forma de se relacionar com os clientes e colaboradores.
A gestão de equipes é o que muda o destino das empresas, para melhor ou, quando falha, para… Cabe ao gestor dar o “tom”, visto que assim como a equipe espelha o líder, a empresa espelha o gestor.
 
Bom PET negócios a todos!           
                                                    
Prof. Ricardo Fera é Escritor, psicanalista, palestrante e educador corporativo, professor universitário em administração e recursos humanos, com abordagem em empreendedorismo, sustentabilidade humana e relações interpessoais. Autor do livro A ESCOLHA – A Ciência e a Tradição se Encontram. Contato: www.ricardofera.com
atendimento@ricardofera.com