sábado, abril 20, 2024
Administração

5 passos para que o negócio tenha relevância

Já reparou como o mundo – e o nosso comportamento – está mudando em uma velocidade cada vez mais acelerada? Há 12 anos, surgiu o primeiro iPhone e deu-se início à febre dos smartphones. Há 5 anos você pagaria mico se gravasse vídeos no celular “em pé”, enquanto hoje este é o formato predominante por causa dos stories do Instagram.

Aliás, quando na sua vida você iria imaginar que 15 segundos da atenção das pessoas seriam tão valiosos? É por isso que temos que modificar a forma como pensamos na estratégia de divulgação da nossa empresa, nosso negócio, inclusive no mercado pet. Não basta falar sobre transformação digital, tecnologia de ponta, aplicativos ou qualquer coisa do tipo, sem antes falar sobre comportamento de consumo, perfil do consumidor e, principalmente, jornada do usuário. Precisamos entender o cliente final. Afinal, é através da combinação disso tudo que você terá conhecimento de como, quando e onde impactar seu público-alvo. Funil de compra, inbound marketing, personalização, geolocalização, consumer centricdata driven… todas estas dezenas de estratégias poderiam ser resumidas em uma frase: sua preocupação número um é se manter relevante na vida do seu consumidor. E, neste sentido, o conteúdo é seu principal aliado, pois ele torna sua marca mais interessante e menos intrusiva ao pensar na sua divulgação. E não são apenas postagens nas redes sociais. Lembre-se que tudo é conteúdo. Leia novamente essa frase: tudo é conteúdo. Em diversos formatos, como bannersblog, vídeo, Google Ads, stories do Instagram, chat, SAC, site, conteúdo comercial, anúncio… tudo. Quando você entender isso vai ficar mais fácil pensar nas estratégias para sua loja. Abaixo você tem algumas dicas para começar a dar os primeiros passos, ainda que não tenha um profissional de marketing ou uma agência especializada para fazer a lição de casa. Vamos lá?

1. ENTENDA A JORNADA E O PERFIL DO SEU PÚBLICO

Simples, poderoso e eficaz. Se estamos falando de relevância, é necessário entender sobre o nosso público. Para começar nem precisamos pensar em coisas mirabolantes e extremamente detalhadas, mas ter um olhar mais macro. Qual é o horário que ele mais navega na internet? Quais são os influenciadores que segue nas redes sociais? Que horas passeia com os cachorros? Qual é a principal dúvida ao cuidar do pet? Do que sente falta? Você tem acesso a este tipo de informação rapidamente e de forma gratuita por três caminhos: fazendo um questionário com seus próprios clientes; pesquisando no Google por “perfil de consumo pet center” ou com outras variáveis para encontrar matérias e relatórios atualizados; ou ainda observando seu público-alvo nas redes sociais. É possível entrar em grupos no Facebook e analisar as dúvidas publicadas por ali, ver comentários em páginas de concorrentes, e ainda entrar nos perfis das pessoas que comentaram e analisar o que postam, falam e sentem em relação ao seu fi lho de quatro patas.

2. SEJA ENCONTRÁVEL COM AJUDA DE MÍDIA

Se antes nós buscávamos por indicações de conhecidos, hoje nossa primeira fonte de informação são os buscadores. Portanto, se você não é encontrável no Google, você não existe. Simples assim. É possível que este seja, aliás, o primeiro ponto de contato de um potencial cliente. Portanto é preciso garantir que as informações ali estejam claras, mesmo que em poucos caracteres. Para que você saia na frente dos seus concorrentes, além do seu site, faça também a compra de palavras patrocinadas no Google AdwordsAlém do “gerador de palavras”, que o próprio Google já oferece gratuitamente, você também pode formular anúncios que respondam dúvidas e dores do seu público, que você acabou de pesquisar no ponto anterior. Por exemplo: “O melhor shampoo para o seu cachorro – desconto”. Outra dica é fazer alguns vídeos no YouTube com conteúdo voltados para o seu público. A ferramenta é relativamente simples e você consegue fazer o básico até que consiga começar a ter resultados e reinvestir na contratação de um profissional. Mais uma estratégia interessante, e que ajuda a mensurar o resultado no ponto físico do seu negócio, seria trabalhar com cupons de desconto ou brindes. As marcas Boticário e Quem Disse, Berenice? já usaram muito isso, disparando links de cadastros digitais por Facebook ou WhatsApp. São ações do tipo: “Cadastre-se aqui para receber 30% de desconto nas compras da loja física, até 30/09”. E se você fizesse algo parecido dando desconto em produtos ou serviços?

3. FAÇA ANÚNCIOS POR GEOLOCALIZAÇÃO

Para quem possui um pet shop físico, anúncios geolocalizados são realmente eficazes, pois ajudam a levar mais fluxo para o negócio – mesmo que a busca seja feita no ambiente digital. Tanto o Google quanto o Facebook disponibilizam essa possibilidade. Além dos anúncios tradicionais, que vão aparecer “perto de mim” para o usuário, você pode também fazer ofertas por oportunidades. Uma opção seria o “serviço de pet sitter”, caso sua loja esteja perto de restaurantes que não sejam dog friendly, por exemplo. Ou ainda a venda de saquinhos de lixo, para donos que os tenham esquecido em casa na hora do passeio com seu pet. Enfim, use a criatividade!

4. ENCONTRE INFLUENCIADORES

Quais os influenciadores digitais que seu público-alvo segue? Escolha alguns deles e estabeleça uma parceria. Mas pense em uma ação que seja realmente interessante e não apenas uma promoção boba e sorteio. Se você quer levar pessoas para sua loja física, precisa dar um motivo bom o bastante para convencê-las a saírem de casa. Lembre-se que a internet traz comodidade. Qual seria este motivo? Talvez um encontro com estes influenciadores na sua loja, um concurso de cachorros, uma feira de adoção, um workshop. Enfim, pense em algo que agregue valor, que você gostaria de ganhar de alguém. Imagine a situação: um dos influenciadores é especialista em comidas naturais para cachorros e pode dar um workshop na sua loja ensinando a preparar refeições para os animais em casa. É uma ótima forma de atrair o público. Nessas ocasiões, tenha sempre um meio de captar os e-mails das pessoas interessadas no evento. Além de conseguir mensurar o sucesso das ações, você pode começar a formar uma base de contatos qualificados que podem receber promoções e outros conteúdos.

5. TENHA EMBAIXADORES

Não estamos na era da tecnologia, mas sim na era das pessoas. Se você é um “eu-preendedor” saiba que você tem a melhor ferramenta de marketing nas mãos: o seu próprio nome. Você pode estar a frente da sua empresa e produzir conteúdos, assinados por você mesmo, sobre o dia a dia, seus aprendizados, dicas. O que conecta você com o seu público? O que você faz melhor que seus concorrentes? Mostre isso agregando valor através de um conteúdo de qualidade. Outra alternativa é buscar por influenciadores que se tornem os embaixadores da sua marca. O parceiro oficial pode ser um veterinário que pode auxiliar na produção de conteúdo, na divulgação de descontos. Quem é “a cara” da sua loja? Invista em parcerias. Se reparar, todas essas ações tem como objetivo impactar seu cliente em diferentes momentos, de acordo com seu contexto, gerando uma lembrança da sua marca em diversas oportunidades e unindo tudo com estratégias promocionais verdadeiramente interessantes para que ele de fato saia de casa e entre na sua loja. É mais simples do que parece quando você percebe que primeiro você precisa “ser visto” para despertar o interesse, não é mesmo?