Por que devo reformar minha loja?

Categoria: Matérias do Mês

Autor(a): Daniel Bueno e Douglas Madureira | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 11/09/2018 - 09:18

Saiba quais fatores devem ser considerados antes de começar as obras, evitando investimentos desnecessários e onerosos para a empresa
iStock/Proformabooks

iStock/Proformabooks

O maior desafio de um empresário que possui uma loja de animais e pets é atender aos desejos e necessidades que o dono do animalzinho tem. É sabido que muitas famílias consideram seu bichinho como parte dela, e não só isso, proporcionam a eles o mesmo tratamento que os membros humanos têm: conforto, alimentação saudável, vida equilibrada e um dia a dia que traga alegria. Com essas e outras necessidades, os consumidores se tornaram muito mais exigentes com a qualidade das lojas que oferecem suprimentos e que, de certa forma, cuidam de seus animais.

Você, dono de uma loja, já pensou que seu mercado cresce no Brasil cerca de 17% ao ano e movimenta cerca de 14 bilhões de reais? Se você tem uma loja há 10 anos, por exemplo, já parou para pensar o quanto você já lucrou com o seu varejo? Vamos refazer a pergunta: Quanto de tudo que você já ganhou com o seu negócio, você reinvestiu para que ele cresça e tenha uma sobrevida? Se você nunca se fez uma pergunta como essa, ou não acredita que ela seja importante, é só dar uma espiadinha na indústria de rações, que investe pesado em publicidade e aprimoramento de seus canais de distribuição. Dê uma olhada em sua loja e veja todos os materiais de apoio que os fabricantes colocam, para que, com visual merchandising, transforme o seu ponto de venda e o deixe com a cara da marca deles. Isso funciona e até um certo ponto te ajuda, mas é importante que você se mantenha atento para não perder a sua verdadeira personalidade.

HIERARQUIA DE SETORES
Há uma regrinha para que você configure sua loja e determine os espaços para cada necessidade. Ao reformular seu espaço físico, reveja ou crie uma hierarquia de setores e de comunicação de cada família de produto, equilibrando a rentabilidade e o resultado das vendas frente ao espaço físico tomado na loja. Ou seja, se um determinado setor de produtos não me traz rentabilidade e toma um espaço físico enorme na loja, talvez o caminho seja diminuir as quantidades ou mesmo excluir esses produtos das prateleiras. Também é importante rever os ambientes visando uma boa circulação, uma boa iluminação e ventilação, para que haja conforto tanto para a equipe que trabalha na loja, quanto para os seus consumidores. Se possível, reserve um local destinado ao depósito de mercadorias, de forma que o salão de vendas ofereça uma excelente experiência de compra.

Essa é uma boa oportunidade para que você redescubra a sua especialidade e crie uma marca. Sua identidade visual traduzida na loja te ajuda a se posicionar. Se sua loja não tem um propósito definido, antes de qualquer coisa, você precisa se redescobrir para que a reforma não seja apenas uma intervenção de tintas, tijolos e fotos de animais fofinhos.

VAI REFORMAR? ATENTE-SE A ESSAS DICAS
Ao decidir reformar sua loja, é importante se atentar a alguns fatores que devem ser considerados para a produção do projeto. Eles são fundamentais para a reforma ser um sucesso e, assim, gerar mais vendas e produtividade para a sua “nova” loja, confira!

• Avaliação dos espaços: Faça um levantamento da rentabilidade de cada setor de produtos e veja o quanto de espaço físico ele representa na loja. É fundamental que nesse momento você aproveite cada metro quadrado de sua loja para vender algo, mesmo que seja a sua imagem!

• Público-alvo: Avalie se os clientes que você atende hoje são os clientes que você idealizou no início do negócio e se seu comportamento não sofreu mudanças consideráveis.

• Equilíbrio de cores: Busque harmonizar cores conforme as expectativas e características de seu público. 

• Contratação de profissionais: Antes de contratar as empresas que irão executar a obra, você deve ter na “ponta da língua” tudo o que irá fazer. Não deixe para o empreiteiro decidir as cores, disposição de móveis, comunicação visual do seu negócio. Essa economia de projeto pode sair caro e comprometer a sobrevida de sua loja.

• Busque profissionalização: Se você chegou até aqui “na raça”, agora é o momento de buscar ajuda de pessoas que têm uma visão mais profissional do varejo. Consultores financeiros, de gerência, comerciais, de marketing ou de design, poderão trazer uma nova visão e abrir sua mente para novas possibilidades de rentabilizar sua loja. Fique atento!

 


REFORMA NA PRÁTICA
Em 2017, atendemos o Dr. João, veterinário da cidade de Atibaia-SP, e seu irmão Alexandre, biólogo, donos da loja Ecovivarium, criada havia alguns anos. Eles tinham como principal característica a especialidade em animais exóticos e silvestres. O problema é que, de lá para cá, a cidade, o público, e as necessidades de seus consumidores ficaram cada vez mais diferentes do propósito inicial do negócio, e a primeira ideia não evoluiu, exigindo uma sensibilidade e abertura às mudanças ao longo do tempo. 

Com isso, a identidade foi se perdendo e o ambiente da loja já não traduzia mais as emoções que seus frequentadores esperavam. Eles perceberam que a fachada e o visual do negócio não representavam mais aquilo que estavam fazendo, por isso sentiram a necessidade de reposicionar a marca e reestudar a loja a partir da demanda e da história que os conduzira até aquele momento. 

Foi simples eles identificarem que algo não estava correndo bem e que precisariam fazer algo, mas traçar um novo caminho não era tarefa tão fácil quanto parecia. Por isso, buscaram ajuda e nós tivemos a alegria e a oportunidade de conduzi-los ao novo formato. Discutimos sobre faturamento, sobre o conceito do nome, a história profissional dos sócios e buscamos entender para qual caminho a loja deveria seguir e o nosso trabalho, junto com eles, foi de traduzir visualmente aquilo que já estava na mente e nos corações dos sócios e irmãos. Ter um projeto que já concebia a nova versão da loja foi uma verdadeira ferramenta de planejamento, pois puderam cotar a execução das etapas com a planilha com todos os itens da reforma.


iStock/ demaerre

O mais impressionante dessa história é que a maioria dos orçamentos que receberam estava fora do budget que haviam disponibilizado para a implantação do projeto, mas isso não foi um impeditivo para a realização desse recomeço da loja. Eles resolveram colocar a mão na massa, pintando as paredes, desmontando e montando os móveis existentes, usando o projeto para executar os móveis novos. Ou seja, suaram a camisa. Colocaram a mão na massa para tornar a reforma possível! Por isso, se você quer reposicionar seu negócio, buscar uma sobrevida para a sua loja e ter a possibilidade de um varejo com as suas especialidades traduzidas no ambiente de loja, essas devem ser as respostas para a pergunta deste texto. Você está convidado a aceitar novamente o chamado para ser o protagonista do seu negócio e a fazer com que ele seja a expressão que traduza fielmente o seu propósito. Bom trabalho! 

Veja mais sobre o projeto de reforma da loja em: https://www.youtube.com/watch?v=lq8TQNI74nE

 


Última edição (207)

Destaques:


Hora da comida, que hora mais lucrativa!

Hospedagem de gatos

Novas leis trabalhistas

Entrevista com o presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC)

Erros e acertos na exposição de produtos




Saiba mais ›

Edgar Ferreira, expert em hand stripping, fala sobre técnica, carreira e mais!

Destaques:


Carreira internacional: como é tosar na Nova Zelândia

De olho nos felinos: passo a passo de tosa criativa

EnqueteEnquetes anteriores

Quais desses fatores mais contribuem para aumentar as vendas da loja?








Participando da nossa enquente você concorrerá a prêmios

Atendimento competente, atencioso e carinhoso

Firmar parcerias com outras lojas da região

Ser ativo e influente no mundo digital

Contar com uma loja com visual atraente

PUBLICIDADE