Acupuntura: Uma alternativa à Medicina Veterinária convencional

Categoria: Matérias do Mês

Autor(a): Júlio Mangussi | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 23/02/2018 - 11:03

“O crescimento é observado principalmente pelos resultados, que vão além da medicina convencional, e pela qualidade do tratamento”
iStock/ humonia

iStock/ humonia

A seguir você confere uma entrevista com a renomada especialista em acupuntura veterinária, atualmente presidente da Associação Brasileira de Acupuntura Veterinária (ABRAVET), Marcella Sanches Paes de Barros, que comenta sobre o panorama atual dessa área em plena ascensão e mostra como a acupuntura tem atraído cada vez mais pacientes para as clínicas. 

                 

Revista Pet Center: De maneira simples e didática, como você define a especialidade de Acupuntura Veterinária?

Marcella: O Conselho Federal de Medicina Veterinária reconhece a Acupuntura Veterinária como especialidade desde 1995. Em 2014, reconheceu a Associação Brasileira de Acupuntura Veterinária (ABRAVET) como instituição responsável por emitir o título de especialização. A Acupuntura Veterinária exige profundo conhecimento de Medicina Tradicional Chinesa aplicada aos animais com embasamento teórico-científico. O principal benefício do tratamento com as agulhas é considerar o paciente como um todo e, sem utilizar procedimentos invasivos, obtér resultados que, muitas vezes, não são atingidos com a Medicina Convencional.
 

RPC: Quais as principais e mais recorrentes doenças em gatos e cães tratadas por um veterinário especializado em acupuntura?

Marcella: A acupuntura pode ser indicada para todos os tipos de doenças, como as ortopédicas, neurológicas, endócrinas, dermatológicas, urinárias, gastrointestinais, hematológicas, oncológicas etc. As doenças mais frequentes na rotina de um acupunturista veterinário são as discopatias, osteoartrites, problemas renais e problemas endócrinos.
 

RPC: Você poderia contar uma experiência que teve na área com um paciente que te marcou?

Marcella: Uma só experiência é difícil contar, dentre tantas especiais. Loreta foi uma paciente que me marcou, uma Dachshund com uma hérnia de disco muito grave. Desacreditada que voltaria a se locomover, já sofria com esse quadro havia 1 mês. Em apenas 5 sessões, começou a dar seus primeiros passos e sua tutora, uma senhora de idade, chorava de emoção. São vitórias como essa que a acupuntura proporciona a quem trabalha com ela e aos pacientes que são tratados.
 

RPC: O que mudou no ramo da acupuntura desde quando você iniciou na especialidade até os dias de hoje? Ainda há algum preconceito?

Marcella: Acredito que cresça cada vez mais a aceitação dos tutores, uma vez que os resultados são visíveis e a técnica é amplamente divulgada. Em relação aos veterinários, pelo desenvolvimento da pesquisa em universidades de referência, enfatizando a eficácia do tratamento de forma científica.
 

RPC: Como você classifica os conhecimentos dos brasileiros  especializados na área quando comparados aos estrangeiros?

Marcella: Acompanhando há anos os congressos do IVAS, que é a sociedade internacional de acupuntura veterinária, vemos que os profissionais brasileiros são muito bem capacitados e se destacam em apresentações de trabalhos obtendo  reconhecimento internacional.


iStock/ filmfoto
 

RPC: Muitos especialistas e conselhos da área identificam a acupuntura como uma das áreas em ascensão no setor veterinário. Para você, a que se deve esse desenvolvimento da segmento? 

Marcella: O crescimento deve-se principalmente aos resultados, que vão além da Medicina Convencional, e à qualidade do tratamento que pode ser proporcionado aos pacientes.
 

RPC: Por que a acupuntura é uma boa opção de carreira para os profissionais da área veterinária? Há espaço no mercado? 

Marcella: Tendo em vista a grande procura por cursos de especialização e a abertura na Medicina Veterinária para o nosso segmento, o espaço é crescente e acompanha a formação de profissionais de qualidade.
 

RPC: Quais as principais dificuldades para quem pretende seguir na especialidade? O que você aconselharia para um iniciante? 

Marcella: Aqueles que desconhecem a técnica ainda podem ter dúvidas quanto a sua funcionalidade. Mas como é comprovada cientificamente, essa falta de crença já foi superada. Primeiramente é importantíssimo conhecer a área para ter certeza de que, além do interesse, existe uma afinidade pessoal. Depois aconselho a procurarem cursos de pós-graduação que sejam reconhecidos pela ABRAVET, que faz um rigoroso controle de critérios como aulas, docentes e estrutura curricular para assegurar a qualidade desses cursos.

 

RPC: Como você vê o futuro da especialidade? 

Marcella: Com cursos de qualidade, profissionais de primeira categoria, resultados práticos e pesquisas em instituições de ensino, a Acupuntura Veterinária pode ser vista como uma das especialidades com maior destaque em nosso país.




Arquivo Marcella Sanches Paes
 
CURRÍCULO

Marcella Sanches Paes de Barros é médica veterinária, formada pela Faculdade de Veterinária e Zootecnia da Unesp-Botucatu. É pós-graduada em Acupuntura Veterinária pelo Instituto Bioethicus, e obteve certificação internacional em Reabilitação Física (Fisioterapia Animal), pela Universidade do Tennessee, nos Estados Unidos. Ao longo da carreira, ainda realizou curso de formação em Fitoterapia Chinesa, pelo Cefimed, e estágios nas clínicas Caring Canine Rehabilitation Center e Loving Touch Animal Center, ambos nos Estados Unidos. Também participou do Serviço de Fisioterapia Veterinária na Universidade do Tennessee. Atualmente é responsável pela Reabilita Animal, em Santos -SP, também ministra palestras em diversos cursos e congressos nacionais e internacionais e é presidente da ABRAVET.


Última edição (207)

Destaques:


Hora da comida, que hora mais lucrativa!

Hospedagem de gatos

Novas leis trabalhistas

Entrevista com o presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC)

Erros e acertos na exposição de produtos




Saiba mais ›

Edgar Ferreira, expert em hand stripping, fala sobre técnica, carreira e mais!

Destaques:


Carreira internacional: como é tosar na Nova Zelândia

De olho nos felinos: passo a passo de tosa criativa

EnqueteEnquetes anteriores

Quais desses fatores mais contribuem para aumentar as vendas da loja?








Participando da nossa enquente você concorrerá a prêmios

Atendimento competente, atencioso e carinhoso

Firmar parcerias com outras lojas da região

Ser ativo e influente no mundo digital

Contar com uma loja com visual atraente

PUBLICIDADE